Pular para o conteúdo principal

Postagens

A viagem mais recente

Réquiem da saudade

Há exatos três meses eu ajudaria, com certa esperança e muita dor, a aplicar uma dose de quimioterápico, na coluna, da minha mãe.
No dia anterior fora meu aniversário.
Minha irmã caçula levou bolo e salgadinhos ao hospital, para que minha mãe comemorasse o dia mais importante do ano para mim.
Todos sabem que meus aniversários não passam em branco. eu sempre gostei de reunir família e amigos em torno de um bolo para celebrar mais um ano novo.
Minha mãe aceitou comer um pedaço de bolo de chocolate, oferecido com todo amor e dedicação, a cada pequena colherada, pela minha irmã.
Na nossa festa particular, cinco pessoas. Meu irmão Regis, minha incansável tia Rute, Izis, Mamãe e eu.
Ela já não estava enxergando direito, e mesmo sem olhar para a câmera, sorriu para a selfie que Izis tirou. A gente nem imaginava, mas aquele seria seu último sorriso...
Na manhã do dia seguinte, eu cheguei cedo para render minha irmã que passara a noite no hospital. Me aproximei da cama e dei meu bom dia alegre…

Últimas postagens

Por que eu fecho portas

Nightmare

Nós dois

Viver

Carta ao poeta dormindo

Um longo tempo

O tempo....

Reflexões

Intensidade