Cansei de tudo.
Da forma,
Do estilo, dos saltos.

Da desalegria,
Do que é notícia,
Do notório,
Dos dias que não amanheceram felizes.

Só não me cansei dos meus pés descalços,
Do meu sorriso gratuito,
Do gosto de fruta silvestre,
Do cheiro de mato molhado.

Postagens mais visitadas