sexta-feira, 10 de novembro de 2006

O Rio de Janeiro continua...
Mas hoje se encontra cinza, chuvoso e frio.
Rio de tempos deixados e esquecidos,
Diferente apenas por causa dos olhos hoje sorridentes e sinceros.

Sentada em um hotel de Copa,
Meus dedos teclam coisas sem sentido em um teclado sem acentos,
Ou sou eu a estar sem assentos... ???

Percorro os descaminhos de mim,
Busco palavras soltas para compor
Os contos risonhos dessa minha vida sem pontos,
Sem colos, com prantos...

Triste beleza dessa incerteza de estar sem teus dedos,
Sem teus beijos, teu sexo,
Tudo de ti.

A viagem mais recente

Plágio