sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Reflexões

Ainda haverá um tempo
Em que toda dor e todo ardor 
Serão consagrados.

Ainda haverá dias em que o sol mostrará a beleza do calor
Para quem bendiz o frio. 
E vice-versa.

Hoje, depois de tanto andar e procurar, sinto-me livre.
Liberta das mentiras, das falsidades e das inverdades.

Hoje, sou ser etéreo,
Passivo e ativo entre as realidades.

Me desculpem, amigos, se hoje não cito nomes
E nem sinto vidas
O que me mantém viva, apesar do amor de poucos,
E o aconchego da minha família.....

A viagem mais recente

O tempo....