quarta-feira, 23 de novembro de 2016

saudades

Eu sei, meu bem,
Que nos perdemos entre as nossas confusões.
Que a distância nos afastou
E o tempo fez de nós dois estranhos.

Se nos encontrarmos um dia, me perdoe.
Talvez ainda possamos sorrir
Das horas desperdiçadas com o que não era importante.
Com o que não era nosso abraço.

Por mais difícil que possa ser,
Você precisa saber que, enquanto tu és apenas o denominador comum no dia a dia de outro alguém,
És quase tudo de especial para mim.

O mundo e as circunstâncias andaram contra nós,
Contudo serei sempre sua.
Mesmo quando os anos se tornarem décadas e
Os minutos, horas, nada vai tirar você de mim.

Por mais custoso seja não te ter por perto,
Eu sei que estás sempre aqui.
Moras em mim, no meu corpo, no meu pensamento, no meu desejo e na minha vida.

Eu sei que sentes minha falta.
Não importa onde vás ou quanto dinheiro tenhas,
É a mim que amas,

É a ti que amo.

A viagem mais recente

Plágio