segunda-feira, 26 de setembro de 2016

De nós dois

Restam as lembranças
Do que fizemos,
Sonhamos,
Acreditamos,
Dissemos.

De todas as verdades
Sobraram as que não compartilhamos,
Não cobramos,
Não dissemos.

Dos caminhos que traçamos,
Restaram os que não seguimos,
Não nos encontramos,
Não desafiamos,
Não nos perdemos.

Sobraram os desejos que não vivemos,
Orgasmos que não tivemos,
Dos vinhos que não brindamos,
Planos que não realizamos.

Ficaram as lágrimas que não caíram,
As engasgadas,
As de despedida.

Do tempo, o lamento
Pelas horas que não nos perdemos em nós
Que não brincamos nos nossos corpos,
Não fui tua,
Não tive você.

A viagem mais recente

Intensidade