sábado, 18 de junho de 2016

Vamos brincar de faz de conta?

Faz de conta que te encontrei quando eu buscava um caminho a seguir;
Faz de conta que tu me sorristes quando eu já havia desacreditado em sorrisos;
Faz de conta que eu te sorri transferindo-te todos os meus medos;
Que nos refugiamos em um mundo particular;
Que te envolvi como se envolve de complexidade duas vidas.

Faz de conta que construímos castelos de areia em praias desertas,
Casas de campo com flores na primavera;
Que desfrutamos delícias inimagináveis;
E que estivemos de bicicleta pelas estradas tão sonhadas.

Faz de conta que todo o amor que fizemos se transformou.
Que todas as nossas vozes emudeceram,
Que nos esquecemos e
Que a história acabou....

Foto: Taís Morais - Rep. Tcheca - 2016

A viagem mais recente

algumas notas