sexta-feira, 1 de abril de 2016

O tempo

O relógio silencioso conta histórias.
Dias e horas se vão.
Pequenos parênteses começam a aparecer
Entre os olhos,
Nos sorrisos.

O relógio continua seu trabalho,
Ponteiros que nunca param.
As noites caem para nos dar um novo dia,
Mas antes conto segredos à lua.

Os segundos se vão
Mostrando os momentos para chegar e sair.
Não temos mais o mesmo tempo,
Nem para ficar nem para partir.

Às vezes contamos uma mentira e
Omitimos a verdade tão temida.
Contudo, logo nos olhamos no espelho
Que nos diz a contento:

- É impossível enganar o tempo.

A viagem mais recente

O tempo....