sexta-feira, 15 de abril de 2016

Deixa-me

Deixa-me repousar no teu colo.
Descansar os pensamentos,
Desopilar os nervos,
Relaxar o coração.

Deixa-me pousar meu corpo cansado,

Convalescer meu espírito,
Atirar os pesos ao abismo,
Deleitar a mente com doces alegrias.

Deixa-me dizer muitas palavras

E não mais pensar nestes dias.
Deixa-me orar para que o tempo
Tire as bagagens dos meus ombros.

Deixa-me comunicar ao tempo

Que as horas de angústia se foram e
Os momentos débeis e assustadiços 
Não mais estão presentes.

Deixa-me despertar no regaço,

Porque necessito acordar para estar mais atenta.
Deixa-me sacudir a relva e 
Mostrar a força que possui a minha alma.

A viagem mais recente

O tempo....