quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Cura

Eu hoje acordei com saudades.
Senti falta dos teus sonhos, dos teus olhos,
Dos teus mares e sóis.

A tua ausência hoje se fez presente.
Senti, no vento traidor,
O cheiro dos teus cabelos.

Eu sei que te lembras dos meus risos
Invadindo todos os cantos da tua vida.
Meus ruídos ainda habitam no teu coração,
E isso me faz solitária.

Um dia eu sei, estarei curada
Dessa dor que me adoece.
Meu corpo não mais se ressentirá
Com a abstinência dos teus fluidos,
Minha boca terá nova umidade,
E minhas mãos novo calor.

Um dia eu serei curada.
Deste Amor infinito,
Dessa saudade dolorida,
E desse tremor que me envolve
Quando ouço o teu nome.

A viagem mais recente

O tempo....