Páginas

domingo, 17 de janeiro de 2016

Juntos

Quando tu estás comigo, 
Tudo é fácil, suave e silencioso.
Quando nos deitamos lado a lado
E repouso minha cabeça no teu peito,
Meus olhos se fecham em paz.
Quando dormes, eu te miro.

Apaixonada, acaricio seu semblante calmo.
Te desejo com tanta ternura que meu peito parece querer explodir.
Quando me abraças e me guarda em teu corpo,
Pousando a mão no meio seio, 
Teu calor me descansa.

Ouço tua voz sussurrando,
Coisas que talvez eu tenha inventado,
Ou sonhado.

Coloco meus lábios sobre os teus,
Me entrego sofregamente
Admirando teu corpo como se fosses um retrato.
Tu, em silêncio, me olha e me aperta contra teu corpo,
Sinto teu sexo rijo e meus pelos eriçam.
Então, me amas sem pressa, sem lágrimas, com gemidos e luxúria.

Depois do Amor, volto a pousar meu rosto no teu peito,
Tu me acolhes dengoso,
Sem ar, sorrio satisfeita,
E tu passas a ouvir todas as palavras que eu te digo em silêncio....