Páginas

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Tua ausência

...

Teu silêncio sulca meu rosto, 
Congela minha alma, 
Desgasta meu sorriso. 

Tua ausência racha minha pele, 
Fadiga meus olhos, 
Resseca minha boca,
Destrói minha alegria e
Desertifica minha geografia.