quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Palavras

Ao fim do dia,
Meu corpo cansado pede seu colo.
Minha boca, seu gosto.
Meu nariz, seu cheiro.
Minha vida, sua presença.

Meus ouvidos pedem 
Suas histórias risonhas,
Palavras que enchem meu coração,
Transformam a fadiga em emoção. 

São suas frases que me alentam e
Me acalentam.
Afinal, tudo em mim para,
Quando a sua voz se cala.

A viagem mais recente

Plágio