Páginas

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Desalinho


Quando você chegou
Abri o meu coração-casulo para te abrigar.
Você me fez cantar, querer, Amar.
Alterou minha rotina
Me fez me sentir amada e
Transmutou minhas prioridades.

Fez do seu colo minha casa,
Converteu a sua cama em nosso ninho.
Comemos na mesma mesa, 
Partilhamos os mesmos pratos 
Lavamos os talheres juntos,
Penduramos nossas roupas lado a lado.

Quando você se foi eu aprendi:
Ter você não é sofrer,
Ser sozinho pode ser bom,
Paixão não pode ser razão,
Estar sem você não é o fim,
Meu desespero tinha explicação.

Quando você se foi eu descobri:
Que não preciso mudar minhas convicções,
Nem ficar sóbria ou me arrumar. 
Não preciso trocar meu penteado
Nem me resignar.

Quando você chegou eu te amei,
Quando você se foi eu me perdi.
Quando eu acordei, sofri,
Quando me reencontrei, 
Eu já não era mais a mesma....