sábado, 5 de setembro de 2015

Conclusão

Diante do silêncio,
Da voz emudecida,
Das quedas sofridas e
Das dores sentidas,
Um pensamento.

Foram tantas paredes,
Tantos muros e portas ultrapassadas,
Tantos caminhos percorridos
De olhos vendados que

Finalmente aprendi:

A felicidade, essa fugitiva,
Mente para mim todos os dias.

A viagem mais recente

algumas notas