quinta-feira, 14 de maio de 2015

Lentamente

Eu me desmancharia por inteiro, Amor,
Se o teu chegar encontrasse meus quadris.
Se tua língua passeasse pelo meu corpo
Saboreando meus gostos e arrepiando meus pelos.

Eu me derreteria por inteiro, Amor,
Se tua semente, ao ser plantada em mim.
Preenchesse os meus vazios, aquecendo todo o meu interior.

Eu me enlaçaria no teu abraço, Amor,
Se estivesses aqui, dentro do meu.

Faria das nossas horas solitárias,
Momentos de amor intenso,
Hora lento e puro,
Hora rápido e sem vergonha.

Eu te envolveria agora, Amor,
Se todo o teu mundo estivesse ao alcance das minhas pernas.

A viagem mais recente

algumas notas