Páginas

domingo, 3 de maio de 2015

Hoje

Hoje me peguei pensando em você, 
Nas horas de nós conosco, 
Nas coisas que não fizemos e
Na colcha de retalhos que não usamos.

Me flagrei sentindo saudades,
Perdida entre as paredes do nosso pequeno mundo,
No abrigo das nossas vozes abafadas pelo aroma do café com as risadas não dadas, 
Nas horas desperdiçadas sem nossas presenças.

Eu hoje amaldiçoei o frio, 
O verão passado e o outro também. 
Xinguei o mundo de piegas e impliquei com o tal do Amor,
E quis esquecer teus olhos doces pregados na janela do meu egoísmo.

Hoje solucei meus ódios,
Amaldiçoei a distância entre nossas almas,
Maldisse o dia em que não estivemos juntos,
E bendisse a noite em que os teus braços me envolveram neste amor tão teu.