Páginas

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Dor

Dói fundo, dói dolorido.
Uma dor calada, sofrida,
Desesperada e infantil.

Dói tanto que não se consegue enxergar 
O caminho, a frente, o rumo.

Sem parar, dói.
Ata o peito, destrói o sorriso,
Imobiliza o ser,
Fere a alma.

Dói tanto que não se sabe se tem cura...