Páginas

quinta-feira, 14 de março de 2013

Poeminha sem graça

E assim vamos, pela estrada da vida, solitária ou completa, cinza ou colorida. Tudo sempre vai depender de nós, do nosso ponto de vista, do quanto queremos ser alegres ou tristes.
Vamos vivendo, lutando, sorrindo, chorando. Mas sempre seguindo adiante!

Feliz dia do poeta!

segunda-feira, 11 de março de 2013

Sonhar

Os olhos se fecham
Em uma livre queda.
Os delírios se espantam
Enquanto a noite, pesada,
Se acaba.

O ontem distante das flores,
O hoje, não obstante, ressecado.
E o amanhã, justo, quem sabe onde vai estar?

Não sonho com caudas de cometa
Nem cadeiras de balanço.
Sonho com frutos maduros e
Cheiro de terra molhada.

Nos lábios levo o sabor
De uma inquieta saudade.
Saudade do ontem,
Do hoje,
E do amanhã perdido entre soluços de dor.