Páginas

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Samba

Dos dedos fez-se a música,
O som,
A batida do corção.

Na cintura fez-se o samba
Dos pés, a dança,
Do chão, a poeira.

Encantado ficou,
Com o brilho do olhar
Que o enfeitiçou
E o fez desejar.

Do samba criou-se o amor,
A sintonia perfeita dos corpos.
Dois em um.

No tempo,
No vento,
Pra sempre.