sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Soa tamborim,
Soa...
Sua minha pele pálida,
Melodia cálida.
Soa o sino,
Bate forte,
chora ressabiado, saudoso do agora,

O campanário...

...Meu coração.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Samba

Dos dedos fez-se a música,
O som,
A batida do corção.

Na cintura fez-se o samba
Dos pés, a dança,
Do chão, a poeira.

Encantado ficou,
Com o brilho do olhar
Que o enfeitiçou
E o fez desejar.

Do samba criou-se o amor,
A sintonia perfeita dos corpos.
Dois em um.

No tempo,
No vento,
Pra sempre.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Amigos

Em todas as circunstâncias e a qualquer momento...
Sem preconceito, sem julgamento,
Sem maldade, sem pedir nada em troca,
Com amor, com louvor,
Com carinho e com dedicação.

Estarei sempre aqui, Amigos!

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

pergunta

Sabes quantas vezes morri enquanto me calava?
Sabes em quantas casernas dormi enquanto lutava?
Sabes quanta sede e fome passei para que a palavra
Não me deixasse órfã?

No entanto, não perdi, não chorei,
Apenas cresci todos os anos que minha infância
Jamais verá de volta.

A viagem mais recente

O tempo....