quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Os dias

É quando o sol nasce que minha alegria começa;
O abrir e fechar de olhos, o espreitar da manhã
Na janela;
O calor do dia se apresentando calmo, fresco, longo,
Mostrando que os dias são quem contam histórias.

São belas as tardes em que o sol se põe devagar,
Sem nuvens,
Vermelho-alaranjado.
Mas nada como o amanhecer,
É ele quem diz que a vida recomeça
E novamente os sonhos podem se realizar.

A viagem mais recente

Intensidade