Hoje

Me vi perdida entre as paredes do nosso pequeno mundo,
Do abrigo das nossas vozes abafadas pelo cheiro de café suave,
Pelas horas desperdiçadas com nossa ausência.


Hoje amaldiçoei o frio,
O dia, o mês, o ano passado e o outro também.
Me achei infantil,
Impliquei novamente com o tal Amor,
Quis esquecer teus olhos doces olhando pela janela do meu egoísmo ,
E me joguei em tuas letras...


Te li e te reli...
Outra vez,
e outra,
mais outra...


Eu hoje solucei meus ódios solitários,
Revi a breguice do teu amor,
Amaldiçoei a distância do teu corpo,
Meu Alvo,


Então, bendisse a noite
E teus braços que de novo me envolverão,
Neste amor tão teu...

Postagens mais visitadas