Páginas

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Eu e a flor -

De: Luciana Capiberibe

Tinha uma flor no meu jardim

Por ciúmes do beija-flor

Não a molhei

Achava que ela gostava mais dele que de mim

Pétalas murcharam

Minha flor morreu

O beija-flor encontrou uma rosa

Quem sofreu fui eu



Tinha uma flor no meu jardim

Ela era o xodó de um sabiá

Que a sabia bela

Por ela se punha a cantar

Por ciúmes do sabiá

Não a molhei

Achava que ela gostava mais dele do que de mim

A flor secou

O canto do sabiá parou de ecoar

Mais uma vez eu sofri



Tinha uma flor no meu jardim

Encantou-se por ela um japim

Que não a deixava brilhar para mim

Por ciúmes do japim

Não a molhei

Eu no meu egoísmo achava

Que ela gostava mais dele do que de mim

A flor secou

O Japim se foi

Eu sofri



Tinha uma flor no meu jardim

Antes que se abrisse

Se encantou dela um jardineiro

Sem que eu me desse conta

Ele a levou de mim

Tinha uma flor no meu jardim