Páginas

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Confissão

Me prendo em tua pele pelos dentes,
Me finco em tuas encostas expostas...

Me derreto, me liquidifico,
Pelas hélices dos teus dedos hábeis...

Percorro tuas paisagens com malícia,
Exploro tua geografia, delícia.

Deleito-me em teus odores, te falo.
Recebo tua fluidez, me regalo.

Pouso meus lábios e meus seios,
No teu corpo-continente,

...sem receios...