sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

domingo, 26 de dezembro de 2010

Feridas da Alma

Quando o dia é longo e a noite fria;
Quando você chega à conclusão
De que a vida já te deu muito,

Ela vai te mostrar mais,
Dar lições,
Te fazer sorrir,
Ou chorar.

Todo mundo chora,
E todo mundo se machuca.

Quando tudo der errado,
Não se resigne.
Quando você se sentir sozinho,
Siga em frente e
Lembre-se:

Sua Alma se fere, mas é imortal!

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Feliz Natal




A todos os meus amigos, leitores e
Visitantes esporádicos:

O Meu Feliz Natal e o ensejo de que o Senhor
Jesus esteja a cada dia mais no coração de todos!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Lua

Parte-se em dois,
Sol e Lua.
Noite e dia de fortes emoções.

Parte-se em dois;
Dia de sol escaldante,
Noite de lua fria.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Negativa

Não me conte sobre seus problemas;
Não me encha com suas mágoas;
Não me fale sobre suas idiossincrasias.

Eu não quero saber...

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Pétala


A alegria é um dom.
A tristeza não vem
Quando a vida é florida.

Rosa é a minha Existência;
Vermelho-paixão minh'alma.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Tempo

Meu relógio marca nossas horas;
Mas são os teus olhos que contam sobre o nosso Amor.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

As luzes da cidade ficam amarelas e sem vida
Quando meus olhos não pousam sobre você...

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Você

Busco tuas pernas para minhas mãos;
Teus braços nos meus abraços e
Teu corpo no meu corpo.

Procuro tua respiração na minha;
Teus desejos nos meus poros
Tuas águas em minhas profundezas,

Te encontro em cada vontade,
Em cada sonho,
Em cada momento;
Em cada sorriso.

Tua pele morena,
Teus beijos macios;
Tua língua.

Nossos segredos;
Nossos deleites;
Nossa felicidade.

Você, meu Bem,
Existe em cada pedaço de mim!

Asas

Mergulho nas águas geladas
Dos abismos criados em minha Alma.
Refuto quaisquer momentos de infelicidade,
Pois meus caminhos são flóreos e quentes.

Sobrevoo as minhas incompreensões,
Me perco nas divinas tempestades,
Minhas Asas são longas,
Mas não possuem envergadura para o pouso.

Respiro longamente para encarar o perigo
Que me espreita com suas armadilhas.
Reviro os papéis do passado
E encontro minha Redenção...

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

A ti

Mate-me, Meu Bem...
Com sua boca, com sua língua.
Escreva em mim o teu nome,
O teu desejo e teus sonhos.

Derrete-te em mim, Meu Bem...

Pois é em ti que me perco,
Que me encontro,
Que me delicio...

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Dia

Frio e Vazio;
Meu corpo dói por inteiro;
Meus ossos se desfazem;
E minh'Alma se esvai...

A viagem mais recente

algumas notas