terça-feira, 30 de novembro de 2010

Entardecer



Em teu colo me derreto;
Entrego todos os meus instantes;
Revivo todas as emoções.

Nos teus olhos revivo os momentos felizes;
Instantes nossos,
De mim comigo e de mim contigo.
Os melhores,
Os verdadeiros.

Nos teus braços ganho mais alegria;
Certeza de que apenas as coisas efêmeras podem morrer.
As perenes, como o nosso Amor,
Sobrevivem às inundações e ressecamentos.

Sobrevivem à maldade, ao rancor,
Ao feio, ao sujo, ao ignóbil.

Somente o teu Amor faz sentido
Neste imundo mundo sem sentido...

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Noss'Alma

Eu sobrevivo das tuas lembranças,
Tu és a chama que me mantém viva.
Teu corpo é meu navio,
Tua voz, a minha salvação.

Em tuas melhores recordações desejo morar,
Todos os anos,
Todas as horas,
Com todos os meus defeitos,
Com todas as minhas imperfeições.

Nas labaredas do teu Amor
Preciso me aquecer.
Alimentar-me dos teus sorrisos,
Sonhar com tuas mãos a me envolver,
Como se envolve de plenitude a frágil existência de um bebê.

Preciso ser tua vida,
Tuas estradas,
Tuas direções,
Tua verdade.

Em ti desejo estar,
Amor meu.

Esteja em mim
Por todos os dias da nossa vida,
Meu Amor.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

A vida só dá o melhor para quem é bom;
O limbo fica para quem merece.

Bon Voyage!

terça-feira, 23 de novembro de 2010

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Segunda

Alivia o peso dos meus ombros,
Chuva querida desta segunda que me lava e leva de mim.
O fel e o ardor.

Faz nascer dias novos no meu coração,
Sem nuvens,
Sem cinzas,
Sem dor...

Alivia o peso do meu corpo, Amor,
Com a beleza dos teus lábios e a
Candura do teu Amor...

domingo, 21 de novembro de 2010

Sorria

Para mim, meu Bem,
Me olhe com paixão e me aqueça, me abrace com loucura.
Traga para nossa cama todos os teus sentidos
E me diga sorrindo entre-dentes
Que você me ama, me quer e me deseja.

Sem pudores, com sorrisos e suores,

Me incendeie!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Indiferente

Nada muda o que foi feito;
A vida passa e deixa marcas;
Sentimentalismo é para os fracos;
Eu quero Justiça e Paz.

Amor para quem merece Amor;
Sorrisos para quem tem sorrisos para receber;
Luz para a alma que atravessa meu caminho com boas intenções;
E Guerra a quem promove a minha luta;

O resto é indiferente...

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

As oportunidades fazem os covardes
E a Injustiça me faz chorar em posição fetal...
Meus dedos tem a força de um gladiador.
Minha vida é apenas um livro aberto,
Qualquer um pode ler,
Mas ninguém jamais terá a força para mudar
O que é e o que sempre será de mim:

A verdade!

domingo, 7 de novembro de 2010

Eu me permito

Hoje eu poderei sentir ódio,
Ingratidão,
Tristeza,
Alegria.

Hoje poderei gargalhar,
Falar mal dos outros,
Sentir vergonha,
Fugir.

Eu hoje permito
que minhas pernas não se movam,
Que o dia passe lento,
Meus olhos se fechem,
Eu não me recorde.

E me permito,
hoje e todos os dias,
Ser feliz...
...enquanto eu respirar.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

A viagem mais recente

Plágio