Páginas

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Mar

Ontem o sol quase sumiu,
E o tempo jogaria ao vento
As promessas e as verdades.

Cubririam-nos as sobras de mentiras,
E as cinza de uma tarde sem pôr de sol.
Não haveria mais saídas para o Mar,
Nem encantos no Amar.

O Ontem se perdeu.
Mas o Hoje, Meu Bem, venceu.