quinta-feira, 29 de abril de 2010

Lugares

Em todos os espaços vagos,
Sua presença.
Nas horas vazias,
Seu sorriso.
Nos dias nublados,
Sua luz...

sábado, 17 de abril de 2010

Você

Tua voz pelos meus ouvidos,
Doce,
Sensual,
Faz entregar-me por inteiro.

Teus passos tomam minha direção,
Encontram meus caminhos,
Exploram minha geografia completamente seca
Por teus beijos molhados.

Seu Amor por todo o meu Ser
Me faz melhor,
Me faz Tua,
Me faz Mulher
Nos faz UM.

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Desde

Ontem não vi seus olhos,
Não sequei seus lábios,
Não apertei seu corpo no meu.

Ontem não houve carinhos,
Nem afagos,
Nem boa noite,

Não importa,
Chegou o hoje...

sábado, 10 de abril de 2010

Luzes

As luzes acesas na minha janela denunciam:
- A noite já cai sem piedade...

Meus olhos se escondem por trás da penumbra rude,
Meu corpo treme com o vazio torturante.

As luzes se acendem lá fora.
Aqui dentro, trevas.

Sua ausência me conta sobre solidão,
Sobre vazios que se preenchem apenas com seu sorriso
Macio e leve.

Como o nosso Amor.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Wait



Espero pela noite que cai mansa
Trazendo consigo todos os desejos
Da carne e da Alma.

Espero pela noite tranquila,
Pelos lençóis macios,
Pelo cheiro do teu corpo a provocar meus instintos,
E transformar minha respiração.

Espero pela noite, ansiosa,
Pelo seu corpo másculo em mim,
A desenhar nossa coreografia,
De Amor e Prazer...

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Excusas


Desculpe-me...

Mas minhas unhas são afiadas demais para tuas costas,
Meu vigor forte demais para tua fraqueza.
E minhas gargalhadas altas demais para os teus ouvidos.

Desculpe-me...

Se ao me deitar, suporto as pisadas,
Mas ao me levantar, derrubo todos os muros à minha volta.

Desculpe-me...

Por eu ser feliz e astuta,
Se consigo retirar as máscaras sem tocar os rostos,
Se sei utilizar a força do inimigo contra ele mesmo!

Por favor, me desculpe,
Mas minha fortaleza interior não consegue ser derrubada.

A viagem mais recente

algumas notas