Páginas

domingo, 17 de janeiro de 2010

Tua

Quando teus dedos tocam minha pele,
Meu corpo se derrete.
Um arrepio percorre minha alma,
E uma eletricidade toma conta dos meus poros.

Quando tua boca explora a minha,
Meus desejos tornam-se teus.
Sou tua.
Inteira.