quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Silêncio

Estou descrente dos assuntos que envolvem nosso país.
nada me atrai, nada me deixa feliz...
Fico pensando no que escrever, mas como andam as coisas e como tenho visto as pessoas não lerem, nem sinto vontade de gastar minhas digitais para fazer um texto.
Triste sina de nós, brasileiros, que não cobramos decência dos nossos políticos, nem vamos atrás da nossa cidadania.
Lemos a porcaria dos jornais e não temos mais o dom de nos indignarmos.
Assistimos calados à crimes hediondos e compramos um portão mais forte.
Nos fechamos numa vidinha que vai de casa para o trabalho e achamos normal que os bandidos estajam à solta em nosso lugar.
Vemos os alimentos, o combustível, a luz, água, telefone aumentarem os preços e pagamos calados...
Aonde vamos parar?

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Penunbra

Então, depois de todo o meu esforço, de todo sofrimento com a pesquisa do Araguaia, descubro que o co-autor que nada fez pelo livro e ainda assinou junto comigo o Operação Araguaia, está na região de guerrilha com o grupo de trabalho da Secretaria de Direitos Humanos e Ministério da Defesa.
O tal jornalista, além de não ter me ajudado tanto quanto ele disse, ainda me ameaçou e xingou o editor.
Fora isso, deu informações erradas sobre guerrilheiros enterrados no pátio da PF em Brasília, e fez com que escavassem um monte de poeira lá.
O mesmo jornalista deu uma foto de um suposto Herzog ainda vivo para o Correio Braziliense e envolveu o jornal numa mentira que atingiu outros jornais.
Depois, parou de trabalhar e ficou tempos fora do Brasil.
Agora o convidam para o Araguaia. Enquanto eu promovo debates, faço artigos, provoco reflexões e publiquei outro livro que joga luz sobre a história da ditadura.
O Sem Vestígios está indicado para o prêmio Jabuti...

Não que eu me importe, não estou nem ligando, pois já descobri que quem não puxa saco, puxa mesmo a carroça. É o meu caso.

A viagem mais recente

algumas notas