segunda-feira, 22 de junho de 2009

Adeus

Houve um tempo em que eu acreditava em seus olhos;
Em tuas palavras,
Em tuas alegrias,
Em tuas mentiras,
Em tuas verdades.

Houve um tempo em que sonhei teus sonhos;
Sorri teus risos,
Chorei tuas lágrimas,
Preocupei-me com teus problemas,
Amanheci tuas madrugadas.

Há um novo tempo agora.
Onde não existem mais lágrimas,
Nem dias de solidão a dois,
Nem o esperar sem razão,
Nem o desacreditar de palavras.

A viagem mais recente

O tempo....