sexta-feira, 17 de abril de 2009

Folia

No Congresso tudo em paz.

A verba de gabinete continua a mesma, os trabalhadores fantasmas continuam voando,
Os laranjas ainda não viraram suco e os contemplados pela generosa cota de passagem continuam aumentando.
Inclusive, agora, legalmente. A Câmara afirma que "parentes" podem ganhar passagem. No entanto, existe uma pergunta que não quer calar:

- Se os parentes não são funcionários da Câmara, se os deputados não viajam a trabalho, para que precisam de passagens? Eles deveriam ganhar apenas oito trechos mensais. O suficiente para ir e voltar para a "base".

A viagem mais recente

Plágio