sábado, 11 de abril de 2009

Amazônia

Amazônia é

Verdes recantos,
O Negro e o marrom de mornas e vívidas águas,
O sorriso franco dos caboclos,
A felicidade honesta nos rostos
Sulcados pelo sol e irrigados pelas chuvas
Caudalosas e quentes.

O sabor ímpar dos alimentos,
O perfume do tucumã fresco,
A generosidade deste povo ribeirinho...

Tudo... Tudo nela é mágia,
Beleza e calmaria.
Nem os rios correm urgentes,
São águas felizes que cortam igapós e forma igarapés e paranás gigantes.

A Amazônia me acolhe a alma, me encanta os olhos
Me diverte com seu humor de mãe...
A Mãe Terra, Mae forte, mãe firme e acolhedora.

Amazônia, encendedoras de amores
Criadora de botos e lendas.
Que sofre ameaças e é destruída pouco a pouco
Mas se reinventa,
Se recompõe e nos encanta todos os dias.

É esta Amazônia e seus rincões vivos e
Que fala uma língua entendida apenas pelos mais atentos
Que me sossega,
Reanima,
Me faz sentir viva.

A viagem mais recente

algumas notas