quinta-feira, 19 de março de 2009

Questionamento

Vejo o mundo girar fosco,
Sem direção ou sentido...
Vejo um tempo parado, agonizado,
Imperfeito.

Olho os sinos enferrujados e
Tenho a sensação de sentir o vazio
Interior dos humanos.

Ódio, rancor e violência...

Meus ouvidos fugidios não esperam,
Buscam socorro para meus olhos,
Onde o não-futuro povoa nossos descaminhos.

Em nós?
Sobrou ideologia, paixão e fé?

O que há dentro do peito, senão a maldita extensão
Dos nossos bolsos?
O que há dentro do coração, senão a pérfida
Egoísta e macabra vontade de sermos sempre
Melhor que o irmão?

E de nós?

O que daremos ao mundo em troca das belezas
Que não vemos?
Da água que nos banha e sacia?
Do alimento que nos fortalece para
Fazer padecer o próximo?

O que teremos quando morrermos, senão a frase escrita
Na pedra sepulcral?

A viagem mais recente

O tempo....