segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Quem

Sou um círculo de paz entediado pelos dias cinzas;
Um pequeno rio que cruza montanhas
E encontra obstáculos transponíveis.

Sou chuva.
Lágrimas de saudades de um tempo onde as pontes eram de madeira,
Quando as pessoas corriam menos,
Tempo em que o relógio era mais moroso,
E os sorrisos fluíam com mais grandeza.

Sou nuvem que ajuda o
Vento a levar consigo o frio e o vazio
Dos dias amargos como o fel de abelhas preguiçosas
E de pessoas que estragam os campos por onde passam.

A viagem mais recente

O tempo....