quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Dor

A chuva tarda a chegar,
Sinto meu coração ressecar junto com a terra,
Vermelha, triste e solitária.
Vazia de alegria e sementes.

A chuva tarda a cair,
E o meu ventre resseca sem a tua caudalosa umidade.
Sem os teus grossos gemidos,
Sem tua cálida presença.

A viagem mais recente

O tempo....