quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Andança

Onde quer que eu vá...

Minha vida tem sua marca,
Os passos que você trilhou,
Marcaram meu coração,
Desfizeram meus caminhos,
Me construíram,
Me partiram em duas,
Três,
Em uma inteira parte da parte que ficou de você...

De toda esta minha andança,
Minha melhor viagem foi a tua boca,
A melhor descoberta foi tua imagem,
E a pior lembrança é a tua ausência...

Por isso, meu bem,
Não deixo tua geografia fora das minhas rotas.

terça-feira, 27 de novembro de 2007

Frio

o mesmo que congela os dedos,
Esquenta a alma,
Alimenta os desejos...

De ida,
De volta,
De abraços,
Dos teus braços!

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Dizeres

Você diz que não,
Eu digo sim.
Nossas palavras se juntam
Em contradições e emoções.
Enquanto isso,
Nos amamos mais.

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Disfarce

Palpitam coração e veias,
Olhos que percorrem, buscam o incessante momento de estar,
De saber, de ficar.
Sombras se fazem presentes nos olhos,
Dentro e fora deles.
Onde estão as respostas?
O Pulsar efervescente dos dias novos?
Das flores vermelhas e alaranjadas?

A Alma cala,
levanta a voz em riste,
Enquanto a beleza dantes encontrada,
Foge por entre dedos sem vida.

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Falsa Alegria

Nós dois sorrindo... Gargalhando até!
Nós dois amando, sem medo ou frustração
Nós dois embaixo da mesma luz, dividindo a mesma alegria,
o mesmo feijão, a mesma cerveja, dia-a-dia.
Nós dois dançando a mesma música, olhando os mesmos lugares,
lamentando a mesma tristeza.
Gostando dos mesmos gostos, suando no mesmo corpo,
fazendo o mesmo amor,
nos proporcionando o mesmo prazer...

Nós dois desvendando os mesmos mistérios,
descobrindo as mesmas verdades, esquecendo as mesmas mentiras,
gritando os mesmos gritos, desejando os mesmos desejos,
chorando a mesma lágrima, bebendo no mesmo copo.
Nós dois sonhando o mesmo sonho,
vivendo os mesmos momentos, abrindo as mesmas portas,
descobrindo novos prazeres...

Nós dois,
Tudo mentira...

Falsa alegria!!!

A viagem mais recente

Plágio